Crônicas de Maviael Cavalcanti

segunda-feira, 13 de junho de 2011 · 0 comentários

A Legalidade e a Ética


O Antônio Palocci “entrega” o cargo de Chefe da Casa Civil a Presidente Dilma atrasado, porque o estrago foi como um tsunami devastador.

Se o aloprado tivesse tomado a iniciativa antes o estrago teria sido menor.

O Palocci viu a oposição também viu e a mídia tão “inteligente” foi o que expôs mais a ilegalidade como foco da questão.

O Palocci tomou todo cuidado com a questão legal: abrir a “Consultoria” na junta comercial, registrar na Prefeitura, registrar na Fazenda Municipal, Estadual e Federal. Foi mais além da prática dessas Firminhas Fantasmas, dirigidas por laranjas, pagou todos os impostos, desde ISS até o IMPOSTO DE RENDA.

Existem três atores nessa turbulência: Um é o Aloprado, o outro são os hipócritas que fizeram a denuncia e por ultimo a bobinha da mídia que não dirigiu os refletores para a questão da Ética. Acendeu os holofotes em cima do enriquecimento ilícito ou o crescimento econômico da Consultoria do Palocci.

Em síntese esses atores fizeram como o mau policial que quando montam o Boletim de Ocorrência deixa brecha pra que a Justiça julgue de forma errada e no outro dia os bandidos estão soltos.

Na realidade o que foi construído na denuncia foi um palanque pré- campanha política e que a renuncia se deu muito fora de época. Quanto mais tempo a discussão, “vamos dizer baixaria porque o termo fica mais bem colocado”, mais exposto fica o Governo de Dilma e as ações governamentais deixam de serem encaminhadas, mas os Caras de Paus ficam na vitrine, sem ônus para os seus bolsos.

Nesse segundo momento gostaria de falar separadamente de três questões para que os leitores tomem uma posição aprovem, desaprovem ou mostrem um ângulo que ninguém tenha conseguido ver.

Se os senhores observarem o maior denunciante, os princípios ético de seu DNA não podem falar de Ética, porque se a família tem grandes empresas foi porque traficaram influências nos Governos que antecedeu ao Governo de LULA e pelo seu mesmo DNA foi que transformaram uma Pequena empresa de Comunicação na maior empresa de Comunicação do Brasil e a 5ª do mundo.

Essa foi à razão que os denunciantes não trataram da questão Ética.

A “Inocente” da Mídia deixe de ensinar para que serve a folha da Coca e como a transformam no pó, como faz o que agente exporta do futebol e como transforma os craques num produto mas accessível ao povão para aumentar os lucros dos bandidos! Lembre-se que acabou a ditadura e que na conjuntura atual elas têm um papel importante que é de colocar em xeque mate no Congresso Nacional, na Justiça, na Sociedade Organizada do tipo: OAB, Movimentos Sociais, Entidades Estudantis, etc.,... Pra tirar de baixo do tapete a Ética, porque ninguém pode servir a dois senhores, ao Estado e a Empresas privadas e que se estabeleça um período de quarentena, antes e depois de assumir qualquer cargo da importância no Estado.

Aos aloprados de plantão, se é que ainda existem (risos...), se alguém ainda pensa que pode esconder as coisas está enganado, porque sempre vai ter alguém que vê e denuncia.

Ainda bem!

Tem momentos que acho que alguns políticos acreditam que o povo está engolindo as mentiras que são colocadas na mídia, nos horários eleitorais questionando o financiamento público das campanhas eleitorais, como se fosse tirar o dinheirinho que serviria para a saúde, para educação, para a infra-estrutura.

Isso não é verdade!

Sai muito mais caro as empresa privadas financiarem as campanhas política porque eles darão sempre nessa proporção, 1(hum) e querem 1000 (mil) de volta.

Por uma reforma política onde o financiamento das campanhas seja pago pelo Estado.

Link






* Maviael Cavalcanti
é engenheiro civil, professor da escola de formação municipal do PCdoB e filiado ao partido em Olinda. E-mail: maviael@globo.com


Uma a cada três emissoras no Brasil é comunitária

· 0 comentários

As rádios e TVs comunitárias alcançam hoje todos os estados brasileiros e representam um terço da radiodifusão. O país tem 14.154 emissoras em operação, das quais 9.682 são comerciais, 4.242 são comunitárias e 230, educativas.

Os números fazem parte de um banco de dados sobre outorgas de rádios e TVs que o ministério das Comunicações divulgou nesta segunda-feira (30/05). A lista traz nome e sobrenome de cada um dos sócios e dirigentes das emissoras.

Minas Gerais é o estado com o maior número de redes comunitárias (691), seguido por São Paulo (551) e Rio Grande do Sul (362). Na rabeira, estão Acre (5), Roraima (6) e Amapá (16). O Acre, aliás, é o único estado que não possui emissora educativa.

As posições entre São Paulo e Minas se invertem, no caso das emissoras comerciais: 1.595 no primeiro e 1.303, no segundo. O Rio Grande do Sul também fica em terceiro lugar (935). Na outra ponta, estão Amapá (37), Roraima (42) e a capital do país, o Distrito Federal (46).

A lista de outorgas está disponível na página eletrônica do ministério das Comunicações. Sua divulgação tinha sido anunciada pelo ministro Paulo Bernado há cerca de um mês, durante reunião dele com a Frente Parlamentar pela Liberdade de Expressão e o Direito à Comunicação com Participação Popular.

Na ocasião, Bernardo dissera que o objetivo era contar com a ajuda da população para identificar “laranjas” por trás das concessões. O ministério espera que as pessoas vejam a lista e informem o governo sobre sócios suspeitos que porventura elas conheçam.

Também para combater o “laranjal” na radiodifusão, o ministério mudará as regras das licitações. Vai exigir que os interessados apresentem parecer de auditoria independente comprovando que têm capacidade financeira para tocar uma emissora. Que provem que há distribuição de lucros entre os sócios. Que depositem caução de 20% no ato da inscrição, e não de 1%, como é hoje. E que paguem pela concessão até a assinatura dela, e não mais em até 12 meses, também como ocorre hoje.

Nós adotaremos estes critérios já nas próximas licitações”, disse Paulo Bernardo. “Hoje, há cerca de 300 processos no ministério que nós vamos cancelar para reabrir com as novas exigências. O que já chegou ao Congresso, aí será uma decisão dos parlamentares.”


Fonte (texto): Carta Maior

População apoia luta dos bombeiros em manifestação no RJ

· 0 comentários

Os bombeiros do Rio fizeram neste domingo (12) uma passeata na praia de Copacabana como parte do movimento que reivindica melhores salários para a categoria. A manifestação contou com apoio da população carioca, de bombeiros de outros estados e de países da América do Sul, além de policiais militares, servidores públicos e parentes dos militares.

Desde as primeiras horas da manhã, centenas de pessoas se concentraram em frente ao Hotel Copacabana Palace, de onde seguiram até o Posto 6. A passeata – que inicialmente era de protesto pela prisão dos 439 bombeiros que ocuparam o quartel central da corporação, no centro do Rio, no último dia 4 – transformou-se em manifestação de agradecimento à população depois que os militares foram soltos, por meio de um habeas corpus concedido pela Justiça do Rio.

A manifestação também serviu de apoio ao pedido de anistias administrativa e criminal para os bombeiros que estiveram presos. Os bombeiros coletaram assinaturas para a proposta de emenda à Constituição (PEC) estadual, apresentada por alguns deputados à Assembleia Legislativa, que torna possível a anistia à categoria.

Solidários
Matias Montecchia, diretor da Escola de Guarda-Vidas da Argentina, foi ao Rio representando o sindicato da categoria naquele país. Mostrando o seu próprio contracheque, ele condenou a situação do que chamou de "colegas do Mercosul".

"O que nós queremos é prestar solidariedade aos nossos colegas do Rio, que têm um salário de pouco mais de R$ 1.000,00. O governo está fazendo uma vergonha com isso. E a nossa presença aqui é para ajudar na conquista dos direitos que um guarda-vidas deve ter em qualquer parte do mundo”, disse.

Montecchia mostrou o próprio contracheque para apontar a diferença salarial entre os bombeiros argentinos e brasileiros. Na Argentina, segundo ele, o salário inicial é de cerca de 7 mil pesos – o equivalente a cerca de R$ 2.700,00.

A professora da rede pública estadual Daniele Machado, com um salário mensal de R$ 681,44, aproveitou a manifestação para apoiar os bombeiros e criticar o baixo salário que recebe e as precárias condições de trabalho. Ela contou que trabalha em duas escolas diferentes para ter seu atual salário.

"Também aproveito para protestar contra as precárias condições de trabalho. Leciono nas escolas estaduais Almirante Barão de Teffé e Barão de Santa Margarida. Essa última, em Campo Grande, na zona oeste da cidade, não tem cadeira suficiente para os alunos, que sentam no chão para assistir às aulas e não tem vidros nas janelas, o que é uma pouca-vergonha", disse.

Governo

À noite, o governo informou em nota que o governador Sérgio Cabral (PMDB) enviará mensagem à Assembleia Legislativa propondo que 30% do valor do Fundo Especial do Corpo de Bombeiros, arrecadado com a taxa de incêndio, seja usado no pagamento de gratificações.

O fundo, que acumulou R$ 110 milhões somente em 2010, hoje é destinado à manutenção e aquisição de equipamentos, assistência médica e social e treinamento de pessoal.

A nota dizia ainda que já foi anunciada a antecipação de um reajuste de 5,8%, que antes seria escalonado entre julho e dezembro deste ano. Somado aos reajustes de janeiro a junho, representaria um aumento de 11,5% neste ano. O piso final, de R$ 1.265, ainda ficará aquém dos R$ 2.000 reivindicados pela categoria.

Anistia

O projeto que propõe a anistia aos bombeiros será discutido por deputados federais e estaduais na manhã desta segunda (13), na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro. Segundo informou o deputado federal Alessandro Molon (PT-RJ), durante passeata dos bombeiros em Copacabana, a intenção é que o projeto de lei seja votado ainda nesta semana.

A reunião, marcada para 10h30, iria reunir líderes dos bombeiros. O porta-voz do movimento, cabo Benevenuto Daciolo, espera conseguir uma reunião com o governador Sérgio Cabral. “Através do deputado Marcelo Freixo, vamos tentar chegar ao Paulo Melo para que ele tente um contato entre nós e o governador Sérgio Cabral", explicou Daciolo durante a passeata.

O projeto de lei é de autoria de Molon e visa conceder anistia aos bombeiros que participaram de movimento reivindicatório por melhoria salarial e de condições de trabalho.



Fonte (texto):Vermelho.org
Fon
te (foto):BombRafa (RJ)

38° Congresso da união dos estudantes de Pernambuco

· 0 comentários

Entre os dias 17 e 19 de junho, a União dos Estudantes de Pernambuco promove o 38° Congresso de estudantes do Estado, em Caruaru. Com o tema “Um novo Pernambuco, uma nova Universidade”, o evento traz para o debate central a relação entre a Universidade e o desenvolvimento do Estado.

Para a presidente da UEP, Virgínia Barros, o país vive um momento favorável para se discutir mudanças e avanços na educação. "O debate central que está colocado para o Brasil hoje é a questão do desenvolvimento de nosso país.

O Congresso debaterá justamente como a universidade e o movimento estudantil podem contribuir para essas mudanças", afirma Virgínia Barros.

Previsto para ser o maior congresso da história da UEP, o 38° Congresso dos Estudantes conta com uma programação bastante diversificada. Dentro do evento acontecerão o 1º Encontro de Mulheres Estudantes da UEP, que debaterá a participação das mulheres nos espaços de poder e decisão, e o 2º Seminário Estadual do CUCA, cuja principal discussão será a democratização dos meios de comunicação.

Já estão confirmadas as presenças da deputada federal Luciana Santos, do deputado estadual Pedro Eugênio, do produtor cultural Roger de Rennor e do reitor eleito da UFPE Anísio Brasileiro.

Os diretórios estudantis de todas as faculdades de Pernambuco já estão de mobilizando os estudantes para participarem do 38 ° Congresso. A estimativa é que o evento reúna mais de 600 estudantes.


Outras informações: (81) 3221-8637

Fonte: Site EstudantePE

Reunião de Quadros

Agenda 65

Qual a sua avaliação sobre esses anos de gestão do PCdoB em Olinda?

Siga-nos Camaradas!

EXPEDIENTE

Sec.de Comunicação
Amanda Trindade
Textos
Núcleo de Jornalismo
Foto/Vídeo
Léo Lima/Comunicação
Webdesigner
Wellington Santos (HipHop)
Designer
Claudino Júnior

Melhor vizualização do blog

Firefox