Cultura: Terça Negra recebe hoje artistas do Projeto Ponto BR e mais uma etapa da jornada de mc’s

terça-feira, 26 de outubro de 2010 · 0 comentários

A Terça Negra acontece desde 2001 numa iniciativa do Movimento Negro Unificado (MNU), em parceria com a Secretaria de Cultura da Prefeitura do Recife. Nesta edição especial se apresentam os seguintes artistas: Nélson Rabeca e o Povo do Kariri Xocó , das Alagoas; Babalorixá Euclides Tabayan e as Mestras Maria Rosa e Anunciada Menezes, do Maranhão, além da Comunidade da Tenda São José de Pirapemas, também desse estado.

Após o término dos shows do Projeto Ponto BR, por volta das 22h, começa a Jornada de MC’s com a terceira eliminatória para escolha de outro finalista que disputará, no fim de novembro, o título de MC 2010 do hip-hop pernambucano. Essa parte musical tem o comando do DJ Dig.


A Jornada de MC's

A cultura Hip Hop será o foco das edições deste mês no Projeto Terça Negra, no Pátio de São Pedro, que continuará promovendo a Jornada de MC's, na noite desta terça-feira (26), a partir das 20h. As inscrições podem ser feitas pelo e-mail batalhademcs@gmail.com ou no local.

MC – Abreviação para “mestre de cerimônias” e também denominado de controlador de microfones, a figura do MC passa a tomar sua devida forma e conotação nas ruas do bairro do Bronx, em festas organizadas por Kool Herc, em 1975. Garotos bem ousados improvisavam rimas e interagiam com o público através delas, obtendo repostas uníssonas e vibrantes. E é dessa forma que surge Coke La Rock, considerado o primeiro “mestre de cerimônias” da história do hip-hop americano.


Projeto Terça Negra Batalha de MCs
Terça-feira (26), às 20h
Pátio de São Pedro - bairro de São José
Inscrições: Participantes poderão se inscrever através de e-mail ou no local

Debate da Record: Serra sobe o tom, soa arrogante e perde mais uma chance

· 0 comentários

O debate entre os presidenciáveis Dilma Rousseff (PT) e José Serra (PSDB) na rede Record, ocorrido na madrugada desta segunda para terça-feira (26) foi bem mais quente que o embate da semana passada na RedeTV! O candidato tucano, orientado a ser mais assertivo, exagerou na dose e mostrou-se grosseiro e indelicado durante todo o debate, ao ponto de tomar um pito de sua adversária Dilma Rousseff nos últimos blocos do programa.

A atitude arrogante de Serra, que em diversas ocasiões chamou Dilma de mentirosa e procurou o tempo todo desqualificar a adversária, contraria a regra número um dos marqueteiros, que sempre pedem para seus clientes controlarem a agressividade. Já a candidata petista começou um pouco nervosa, mas foi ganhando confiança ao longo do debate e terminou mostrando-se bem mais segura que no debate anterior.

Dilma manteve um tom assertivo, mas com moderação e não perdeu a oportunidade de dizer, em três ocasiões, que seu adversário estava sendo arrogante. Dilma cobrou de Serra "um pouco mais de humildade e elegância" e disse ao tucano que "a auto-suficiência e a soberba não levam a um bom resultado, nem num debate e nem a frente de um governo!".



Leia a matéria completa aqui

Vox Populi: Dilma tem 14 pontos de vantagem

· 0 comentários

Pesquisa Vox Populi/iG publicada nesta segunda-feira mostra que, a menos de uma semana das eleições, a candidata do PT ao Palácio do Planalto, Dilma Rousseff, mantém a dianteira sobre o tucano José Serra na corrida presidencial. A ex-ministra da Casa Civil oscilou dois pontos para baixo em relação ao levantamento realizado pelo instituto entre os dias 15 e 17 de outubro e agora conta com 49% das intenções de voto. Com isso, ela tem uma vantagem de 11 pontos sobre Serra, que perdeu um ponto e aparece com 38%.

O número de eleitores que pretendem votar nulo ou em branco ainda é de 6% - mesmo índice contabilizado na última pesquisa. O Vox Populi apontou, no entanto, aumento do número de eleitores indecisos ou que não responderam ao questionário: de 4% para 7%.

Considerando-se apenas os votos válidos, Dilma seria eleita com 57% contra 43% de Serra. De acordo com esse critério, a distância entre os dois candidatos é de 14 pontos, igual à apontada pelo último levantamento. Ainda assim, 88% dos eleitores ainda afirma, porém, que já tem certeza da decisão tomada.

O Vox Populi ouviu 3.000 pessoas em 214 municípios, entre os dias 23 e 24 deste mês e, portanto, já refletem a repercussão de episódios que marcaram o debate presidencial na semana passada, como o tumulto em um compromisso de Serra no Rio de Janeiro. A margem de erro é de 1,8 ponto percentual. A pesquisa foi registrada na Justiça Eleitoral sob número 37059/10 em 20 de outubro.

Vantagem

A região onde a candidata do PT tem a maior vantagem em relação ao adversário tucano é o Nordeste: 64%, contra 27%. O Sul é a única região em que Serra tem vantagem sobre a petista: 47% a 39%. No Sudeste, onde está concentrada a maior fatia do eleitorado, ela venceria por 44% a 40%.

Entre os homens, 53% votam em Dilma e 36% em Serra. Estão indecisos ou votam branco e nulo 10% dos eleitores masculinos. A diferença diminui entre as mulheres. Dilma tem 46% e Serra 40% do voto feminino. Indecisas e votos brancos e nulos somam 14%.

Num momento em que temas religiosos ganharam destaques na campanha, a pesquisa aponta também que Dilma venceria o rival entre eleitores católicos (51% a 39%), católicos não praticantes (53% a 35%) e evangélicos (44% a 41%). Entre os eleitores que não têm religião, a vantagem da petista é de 46% a 38%.



Fonte: portal iG

Evangélicos confirmam apoio à candidatura de Dilma

segunda-feira, 25 de outubro de 2010 · 0 comentários

Representantes de 50 igrejas evangélicas estiveram representes no encontro de pastores e pregadores em apoio à candidatura de Dilma Rousseff a presidente, realizado na manhã deste sábado (23), no auditório de um hotel, em Boa Viagem. O ato reuniu o governador Eduardo Campos (PSB), o coordenador da campanha de Dilma em Pernambuco, João Paulo (PT), e cerca de 200 pastores.

Um dos articuladores do encontro, o pastor da Igreja Universal e vereador de Jaboatão, Vivalba de Jesus, citou a carta aberta de Dilma aos evangélicos, destacando que no documento a candidata se compromete com a família, a vida e a igreja. ?Ela foi a única a assumir esse compromisso?. Suplente de deputado federal pela Frente Popular, Vivalba também pregou o discurso da continuidade do projeto do governo Lula para o Brasil.

Já o bispo da Igreja Universal do Reino de Deus, Ossésio Silva, lembrou dos avanços conquistados pelos mais pobres nos últimos oito anos. ?Antigamente os nordestinos iam para o Sudeste para trabalhar na construção civil, mas hoje há emprego no Nordeste?, observou.

Ao discursar, João Paulo alertou os evangélicos para as calúnias e difamações que foram espalhadas contra a candidata petista. ?Vocês podem dar uma grande contribuição para desconstruir tudo isso. A oposição usa essa estratégia para tentar apagar as coisas boas que o governo Lula tem feito por Pernambuco e pelo Brasil?, afirmou.

O governador Eduardo Campos disse que o Brasil é um país onde a questão religiosa é tratada com respeito e tolerância. E que o preconceito que havia no passado, inclusive com os evangélicos, foi sendo vencido pelo avanço do processo democrático. O governador ainda afirmou que política se faz com projeto e não atacando a vida das pessoas. ?O que se pratica na vida religiosa é o respeito ao ser humano?.

Eduardo pediu que as pessoas fizessem uma comparação entre as forças que disputam essa eleição, lembrando que as duas já foram governo. E completou destacando as conquistas do governo atual com o Prouni, a construção de universidades e escolas técnicas, a retomada da indústria naval, a construção do estaleiro em Pernambuco, a transposição do São Francisco, entre outros feitos.



Os 13 principais compromissos de Dilma com o Brasil

· 0 comentários

A candidata à presidência pela coligação Para o Brasil Seguir Mudando, Dilma Rousseff, se reuniu hoje com representantes dos 11 partidos que compõem coalizão e apresentou seus 13 principais compromissos para governar o país.

Esses 13 compromissos são a construção da nossa governabilidade. Eles refletem uma força política desses 11 partidos que se expressa em mais de 50 senadores e mais de 350 deputados. Eles é que fundam e sustentam a nossa governabilidade e, obviamente, eles são gerais e não são metas [detalhadas]. Eles têm o sentido de diretriz”, explicou Dilma.

O presidente do PT, José Eduardo Dutra, também enfatizou que os compromissos apresentados hoje não têm por objetivo detalhar as propostas da candidata, mas sim mostrar o que guiará essa coalizão de partidos durante o governo Dilma. “São compromissos gerais que apontam a linha que vai nortear o governo”, comentou.

Entre os principais pontos, estão a construção de um país soberano, de economia forte, com setores econômicos impulsionados pelos bancos públicos. Segurança, educação e saúde e erradicação da pobreza são foco principal também dos compromissos de Dilma com o Brasil.

Aliados

O PMDB, segundo maior partido da coalizão, foi representando pelo candidato a vice-presidente, deputado Michel Temer (PMDB-SP), e pelo coordenador de programa do partido, o ex-deputado Moreira Franco.

O vice-presidente do PSB, Roberto Amaral, disse que o partido é co-autor, assim como os demais partidos, dos compromissos. “[Esses compromissos] não poderiam ser o nosso programa, nem o do PT e nem o do PMDB. Eles resumem o que foi o governo Lula e apontam para o futuro”, comentou o ex-ministro da Ciência e Tecnologia.

Sustentabilidade

O meio ambiente também é um dos 13 compromissos de Dilma com o país. O desenvolvimento sustentável e a manutenção do Brasil na liderança desse tema serão prioridades. Essa política está associada ao interesse estratégico de Dilma em tornar o país numa potência mundial na área de ciência e tecnologia.

A candidata lembrou que, ao longo da campanha eleitoral e dos programas de televisão e rádio, foram detalhados os programas setoriais para a juventude, a educação, o meio ambiente, a ciência e tecnologia, a saúde e as políticas para as pessoas portadoras de necessidades especiais.


Veja abaixo os 13 compromissos sintetizados:
  1. Expandir e fortalecer a democracia política, econômica e socialmente
  2. Crescer mais, com expansão do emprego e da renda, equilíbrio macroeconômico, sem vulnerabilidade externa e desigualdades regionais
  3. Dar seguimento a um projeto nacional de desenvolvimento que assegure grande e sustentável transformação produtiva do Brasil
  4. Defender o meio ambiente e garantir um desenvolvimento sustentável
  5. Erradicar a pobreza absoluta e prosseguir reduzindo as desigualdades. Promover a igualdade, com garantia de futuro para os setores discriminados na sociedade
  6. O governo Dilma será de todos os brasileiros e brasileiras e dará atenção especial aos trabalhadores
  7. Garantir educação para a igualdade social, cidadania e o desenvolvimento
  8. Transformar o Brasil em potência científica e tecnológica
  9. Universalizar a saúde e garantir a qualidade do atendimento do SUS
  10. Prover as cidades de habitação, saneamento, transporte e vida digna e segura para os brasileiros
  11. Valorizar a cultura nacional, dialogar com outras culturas, democratizar os bens culturais
  12. Garantir a segurança dos cidadãos e combater o crime
  13. Defender a soberania nacional. Por uma presença ativa e altiva do Brasil no mundo.

Leia aqui a íntegra dos compromissos.

Onda cultural nesta sexta (29) no bairro do Umuarama

· 0 comentários


Alinhar ao centro
Mais informações:
PCdoB-Olinda - 3439-3737
E-mail: comunica65olinda@gmail.com

Reunião de Quadros

Agenda 65

Qual a sua avaliação sobre esses anos de gestão do PCdoB em Olinda?

Siga-nos Camaradas!

EXPEDIENTE

Sec.de Comunicação
Amanda Trindade
Textos
Núcleo de Jornalismo
Foto/Vídeo
Léo Lima/Comunicação
Webdesigner
Wellington Santos (HipHop)
Designer
Claudino Júnior

Melhor vizualização do blog

Firefox