O Partido e os Movimentos Sociais

quarta-feira, 11 de novembro de 2009 ·

O PCdoB consagrou as três linhas de atuação na construção do Socialismo: a esfera eleitoral-institucional, movimento dos trabalhadores e movimentos sociais. Este último envolveu uma vasta rede de iniciativas através de recortes na sociedade, como juventude, negro e mulheres, cada um com suas especificidades.

Em Olinda, o desafio para tornar um Partido de massas passa pelo apoio aos movimentos sociais, através do debate político e orientado pelos ideiais socialistas, pontua Sérgio Orobó, secretário de movimentos sociais do PCdoB da cidade. Para ele, através da mobilização popular e de uma profunda rediscussão em torno de um projeto de desenvolvimento para o país, poderemos eliminar o fisiologismo e as entidades “cartoriais”, fundadas sem apoio popular, nem eleições periódicas.

Assim, pensar de forma estratégica as ações dos movimentos sociais irá definir o percurso vitorioso tanto da ação pontual, como irá dar sustentação a acumulação de forças do Partido. Segundo Sergio, há no município um espaço a ser ocupado pelo Partido nas associações e entidades. “Os conselhos municipais da Saúde, Educação, Mulher, Juventude, Criança e Adolescente são ambientes que precisam ser mais articulados para que possam levantar as bandeiras populares na defesa da população”, sentencia Orobó.

Há na cidade de Olinda cerca de 125 associações de moradores e conselhos reunidos através da UNACOMO (União das Associação e Conselhos de Moradores de Olinda), fundada em 1988, com intuito de dar maior respaldo as lutas vivenciadas pelas entidades a frente dos governos. Outro importante instrumento de mobilização social é o Orçamento Participativo da cidade, que é um centro decisório para influenciar diretamente o conteúdo dos investimentos públicos, tornando-se um elemento que distribuirá e realizará geração de renda simultaneamente à socialização da política. “Esses espaços qualificam o debate político e transformam o cidadão num agente em permanente construção de uma democracia popular e participativa”, finaliza Sérgio.


Luiz Sérgio Campos (Sérgio Orobó), é membro do comitê municipal de Olinda.

0 comentários:

Reunião de Quadros

Agenda 65

Qual a sua avaliação sobre esses anos de gestão do PCdoB em Olinda?

Siga-nos Camaradas!

EXPEDIENTE

Sec.de Comunicação
Amanda Trindade
Textos
Núcleo de Jornalismo
Foto/Vídeo
Léo Lima/Comunicação
Webdesigner
Wellington Santos (HipHop)
Designer
Claudino Júnior

Melhor vizualização do blog

Firefox